Molho de laranja para peixe muito fácil e saudável

por Tatiana Zanardi
0 Comentário
Peixe com limão, laranja e ervas

Molho de laranja para peixe

Esta receita de molho de laranja para peixe é muito fácil de fazer e super saudável! Fica pronta em menos de meia hora. Perfeita para ser servida com um vinho… Receitas Molho de laranja para peixe muito fácil e saudável European Imprima a receita
Serve: 4 Tempo total de preparo: Tempo de forno ou fogão:
Informações nutricionais 200 Calorias 20 grams Gordura
Avaliação 5.0/5
( 2 Notas )

Ingredientes

  • 4 filés grandes de tilápia certificada ou outro peixe suave de origem sustentável
  • 1 laranja grande ou 2 pequenas
  • 1 limão grande ou 2 pequenos
  • 1 cebola pequena
  • 1 tomate grande ou 2 pequenos
  • 1 punhado de salsinha fresca
  • 1 punhado de hortelã fresca
  • 1 punhado de manjericão fresco
  • 2 colheres de sopa de azeite extra virgem de oliva
  • Sal a gosto
  • Pimenta do reino a gosto
  • Pimenta do reino fresca a gosto

Modo de Preparo

Tempere os filés de peixe com sal e pimenta do reino. 

Corte o tomate em pedaços grandes e reserve.

Corte a cebola em meias rodelas e reserve.

Pique a salsinha, a hortelã e o manjericão e reserve.

Esprema o limão e a laranja e reserve.

Misture o suco de laranja e o suco de limão.

Use de preferência uma panela larga e baixa.  Aqueça o azeite e refogue a cebola. 

Faça uma caminha com o tomate e salpique um pouco de sal. 

Coloque os filés de peixe sobre o tomate, acrescente as ervas e regue com o suco de laranja e limão. Tampe e abaixe o fogo. Cozinhe por quinze minutos, regando o peixe com o molho de laranja. Não deixe o tomate ficar muito mole. Reduza o caldo, mas deixando quantidade suficiente para o peixe ficar molhado. Desligue o fogo e se quiser, coloque um pouco de pimenta do reino fresca moída na hora. 

Esta receita de molho de laranja para peixe é muito fácil de fazer e super saudável! Fica pronta em menos de meia hora. Perfeita para ser servida com um vinho branco geladinho, acompanhada de banana da terra grelhada ou purê de banana. Recomendamos usar filé peixe de sabor suave e macio.

A tilápia ou St. Peter, quando certificada, é uma ótima alternativa para este prato.

Por que você deve utilizar somente pescados sustentáveis?

Quando você olha para a imensidão do mar, pensa na quantidade infinita de peixes que lá vivem, certo? Infelizmente, não é bem assim. Eu mergulho desde 1995, e o Alcides desde 1976. A diminuição da quantidade de vida marinha é gritante, ano após ano, no mundo todo. 

Mas se comer peixe é saudável, como escolher um pescado?

Desde 2011 moramos no catamarã a vela Ocean Eyes velejando e mergulhando pelo Caribe. E a cada ano que passa, encontramos menos peixe no mar. Pescadores locais pegam peixes cada vez menores, quando conseguem. Até mesmo velejadores cruzam o oceano e ficam decepcionados com a pescaria pífia. 

Mais de 80% dos estoques pesqueiros estão comprometidos e os 20% restantes vem diminuindo a cada ano.  Isso porque basicamente temos pescado mais do que a capacidade dos peixes de se reproduzirem.

Inúmeros fatores contribuem para isso:

  • pesca predatória industrial que começou no final do século XIX;
  • aumento da demanda por pescado no mundo;
  • mudanças climáticas;
  • pesca ilegal e captura acidental de espécies que morrem e são jogadas fora
  • falta de gerenciamento das políticas pesqueiras;
  • destruição dos ambientes marinhos.

“As pessoas perguntam-me às vezes qual é a maior ameaça para o oceano, e há uma longa lista do que estamos a tirar do mar que está causando problemas. Mas o maior de todos é a ignorância. As pessoas não sabem que o oceano está em apuros, e mesmo que elas saibam, não entendem por que isso importa.”

Esse comentário da renomada oceanógrafa Dra. Sylvia Earle, é perfeita! E as consequências não serão para as gerações futuras, elas já estão acontecendo!!

Pesca ilegal

O que fazer para escolher um pescado?

Isso significa que está tudo perdido? Não! Ainda dá tempo de fazermos alguma coisa, se soubermos como escolher um pescado. E o começo é simples: busque informação. Por exemplo: pergunte, de onde vem o peixe que está comprando? Ele é pescado ou criado de forma sustentável?

Antes de comprar um pescado devemos nos informar sobre ele, ou seja, qual é o tipo de peixe, se tem em abundância no mar ou se sofre algum tipo de ameaça. Além disso, como é sua captura ou cultivo, e se tudo isso é feito de forma sustentável, que passou por todos critérios exigidos para ter o selo de certificação.

  1. Converse pelo messenger com o  #chatbot do Guia de Pescados, um robô para quem você informa o nome da espécie e ele te diz se é recomendável ou não.
  2. Baixe o aplicativo do “Seafood Watch” produzido pelo Aquário de Monterey, na Califórnia. Apesar de estar em inglês, é muito simples de usar.
  3. Em ambos aplicativos é utilizado o sistema de semáforos, ou seja:
  • se ele está com sinal vermelho: ameaçado, não coma
  • amarelo: coma com moderação
  • verde: é capturado ou criado de forma sustentável, pode comer a vontade

Veja agora como preparar este delicioso molho de laranja para peixe

Modo de preparo resumido

Tempere os filés de peixe com sal e pimenta do reino. Corte o tomate em pedaços grandes e reserve. Corte a cebola em meias rodelas e reserve. Pique a salsinha, a menta e o manjericão e reserve. Esprema o limão e a laranja e reserve. Misture o suco de laranja e o suco de limão.

Use de preferência uma panela larga e baixa.  Aqueça o azeite e refogue a cebola. Faça uma caminha com o tomate e salpique um pouco de sal. Coloque os filés de peixe sobre o tomate, acrescente as ervas e regue com o suco de laranja e limão. Tampe e abaixe o fogo.

Cozinhe por quinze minutos, regando o peixe com o molho de laranja. Não deixe o tomate ficar muito mole. Reduza o caldo, mas deixando quantidade suficiente para o peixe ficar molhado. Desligue o fogo e se quiser, coloque um pouco de pimenta do reino fresca moída na hora. 

 

 

Você também pode gostar

Deixe um comentário